quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Sempre mudando

Mudar de ideia é sinal de inteligência, afinal, seria muito ignorante seguir por um caminho do qual você não quer chegar no final. Por isso estou sempre mudando. Mudando de ideia, mudando de estilo, mudando de opiniões, mudando meus planos.
A mudança à que me refiro agora, é em relação a minha vida profissional e pessoal. É cedo pra dizer, mesmo porque comecei a pensar nisso à poucos dias, mas a mudança vai ser realmente grande, uma nova fase, sempre uma nova fase. Mas é que, só temos uma vida aqui, então é interessante vivermos tudo o que temos pra viver, antes que seja tarde, certo?

sábado, 15 de outubro de 2011

Sábado

Minha mente está fervilhando de idéias e processando tudo que eu li e aprendi essa semana, mas hoje, sábado, eu faço tudo menos trabalhar. Tenho poucas regras, e uma delas é não trabalhar pelo menos um dia por semana. Não é à toa que é um dos mandamentos do velho testamento, e também acredito que preciso desse dia com a mente vazia, pra absorver o que tenho aprendido e estudado nos demais dias. Clarear a mente, mudar os pontos de vista. Acredito mesmo nisso, tenho agido assim nos últimos anos e acho que está dando bem certo.
Além do mais, é como eu disse, faz parte dos mandamentos do velho testamento, e não custa nada seguir as instruções do manual do fabricante né? Digo, Deus criou o homem, e sabe como o corpo e o cérebro devem ser usados. Acredito tanto nisso que respeito o manual.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Dia das crianças

Dia das crianças. Pra variar Vinicius não gostou do meu presente. Eu tenho o dom de sempre escolher o presente errado. Por isso, sempre que possível eu levo ele pra escolher, assim acabo economizando e ele ainda fica satisfeito.
Sempre prefiro comprar alguma coisa que pelo menos tenha alguma serventia, ou que seja educativo, como no último aniversário, que eu convenci ele a escolher um telescópio, e no último Natal em que o Papai Noel deu um violão de verdade pra ele.
Pode até ser que ele não fique tão animado na hora, mas eu sei que são coisas importantes pra ele. Geralmente coisas que eu queria ter tido quando era criança.
Brinquedos ele brinca, enjoa logo e quebra em poucos dias, tem montes dele pelo quintal e pelos cantos da casa. E nesse dia das crianças, eu quis variar e comprei uma pistola de dardos de isopor pra ele. Achei super legal, mas ele não tem força ainda para atirar. Falha minha!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Conhecer as regras não nos coloca acima delas

Conhecer as regras, as leis, nos dá uma grande vantagem, porém não nos coloca acima delas. Um físico não deixa de cair se tropeçar pelo fato de conhecer a lei da gravidade, um advogado não deixa de ser preso se cometer um crime.
O que quero dizer com isso é: Não julgue minhas palavras pelas minhas atitudes e pelos meus erros. Sou humano e falho, mas as mensagens vêm de cima.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Android

E quando eu já estava quase desanimado com a empresa, vem o Android e me trás uma nova onde de energia para estudar e trabalhar.
Pegamos um projeto para desenvolver, de uma empresa que eu trabalhei alguns anos atrás, e agora recebemos uma proposta de uma empresa da Carolina do Norte nos Estados Unidos.
Complicado, por ser totalmente diferente de tudo o que eu sei, começando pela linguagem (Java) que eu nunca havia usado. A plataforma também é completamente diferente de um PC, mas adoro desafios e adoro aprender coisas novas.
Como esta é a última chance que estou dando para a empresa antes de congelar por um tempo, espero realmente que dê tudo muito certo. Vamos ver?

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Passos pra trás

Um hábito que todos deveríamos ter, é a auto-avaliação. De tempos em tempos, todos deveríamos tirar algumas horas para avaliar como andam nossas vidas, pessoal, profissional, como estão os nossos sonhos. O que foi realizado, o que falta ser realizado, quanto tempo ainda falta para alcançarmos nossos objetivos, e se estamos caminhando na direção certa.
Isso evitaria que muitos erros graves fossem cometidos. Principalmente aqueles que não podem ser corrigidos.
Pois bem, atualmente estou me dando uma última chance antes de mudar de rumo. Vai ser meu último projeto como investimento na empresa, e se não for o bastante, vou pegar outro caminho por um ou dois anos antes de voltar a pensar na empresa.
Não estou desistindo de nada, eu nunca desisto! Vai ser apenas uma outra forma de tentar chegar no mesmo lugar.
Para chegar no topo de uma montanha, às vezes chegamos em pontos onde não se pode subir mais, então precisamos voltar alguns passos e pegar uma trilha diferente.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Filhotes de gambá

Essa manhã, como em todas as demais, eu fui olhar o jardim de ervas medicinais que estou cultivando no quintal e me deparei com uma situação bastante complicada.
Tinha uma gambá, mas não desses gambás pretos com listra branca que vemos na tv, era uma gambá com pêlos dourados e pretos e rabo careca. Estava morta bem no meu jardim medicinal, e sem marcas nem ferimentos, ou seja, não foi morta por um cachorro ou outro animal. Mas o que mexeu mesmo comigo, é que haviam 4 filhotes recém-nascidos em sua bolsa.
Tirei os filhotes da bolsa, coloquei numa caixa de papelão, cobri com uma camiseta velha do Vini e tentei dar leite pra eles, mas não deu muito certo, porque eles são novinhos demais e muito pequenos.
Então minha irmã sugeriu que levássemos eles para o zoológico aqui de Guarulhos e fizemos isso.
Lá no zoológico os biólogos disseram que isso é muito normal e nessa época do ano acontece bastante.
Ficaria com o coração mais tranquilo se pudesse cuidar deles eu mesmo, mas tenho certeza que o zoológico de Guarulhos vai cuidar bem deles e em pouco tempo eles estarão de volta na natureza.

(Na correria acabei esquecendo de tirar umas fotos)

terça-feira, 24 de maio de 2011

Essa semana colocamos no ar o site que criamos para uma escola aqui de Guarulhos, no Continental.


Ficou bem legal.

terça-feira, 22 de março de 2011

Períodos

Assim como o ano é dividido em estações, acredito que nossas vidas também sejam divididas em períodos. Temos períodos muito produtivos, períodos de introspecção, períodos de arriscar e ganhar ou perder, períodos de alegria e períodos de tristeza, dias de sol e dias de chuva. Tem o tempo de plantar, o tempo de esperar a colheita crescer, o tempo de colhêr e o tempo de aproveitar os frutos do seu trabalho.
De quê adianta ir contra as leis da natureza? É trabalhar em vão!

Bom, digo isso porque atualmente estou numa fase meio chata, de esperar..
Preciso esperar que a empresa da internet instale meu link dedicado aqui, preciso esperar meu carro ficar pronto, preciso esperar um cliente dar início em um projeto, e esperar pelo convite de um outro cliente grande também, que vai garantir minha aposentadoria em pouco tempo. Uma atitude precipitada agora, teria poucas chances de sucesso e certamente poderia me fazer ter um prejuízo enorme. Assim com uma plantação feita poucos dias antes de uma tempestade, posso acabar jogando meu trabalho fora se for impaciente.

Não sou velho, mas costumo agir com sabedoria, e sei que a melhor coisa que eu posso fazer agora é ter paciência e dar mais um tempo ao tempo. E aproveitar esse tempo. Tenho passado muito tempo com meu filho. Esse ano já li 5 livros e estou no 6º. Voltei a tocar. E estou escrevendo um romance.. Então, no final das contas, sei que estou aproveitando muito bem esse tempo!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Eu sou o que penso ser

Resolvi postar alguns trechos de alguns dos livros que estou escrevendo atualmente.

Se tem uma coisa que eu gostaria de poder avisar para mim mesmo no passado, ainda quando eu era criança, logo que eu comecei a ter consciência, é que 'eu sou o que eu penso ser'!
Me lembro que desde muito cedo, me fizeram acreditar que eu era especial. Que eu era mais inteligente que as outras crianças, e que eu seria um gênio, sempre acima da média. Meus pais, tios e todas as pessoas de quem eu me lembro da minha primeira infância, fizeram com que essa imagem de mim mesmo ficasse gravada na minha consciência, e isso realmente aconteceu. Eu cresci com um certo tom de arrogância, por sempre achar que eu era, de certa forma melhor do que as outras crianças.
De fato, por acreditar nessa imagem, eu sempre acabei me sobressaindo mesmo sobre as outras crianças, na escola, na rua. Por acreditar que eu tinha uma facilidade nata em entender as coisas, eu acabei realmente desenvolvendo essa capacidade, e sempre me saí muito bem na escola, e na maior parte das atividades que envolvesse capacidade intelectual.
Eu nunca encarei uma nova matéria, ou problema como um desafio real, e com minha leve arrogância sempre consegui superar todas com certa facilidade.
Mas o que deveria ser uma vantagem, acabou me afastando das demais crianças da mesma idade, pois por acreditar ser superior, eu nunca me coloquei no mesmo nível dos outros.
Em pouco tempo, comecei a alterar minha auto-imagem, pois já que eu estava acima das demais crianças, então eu deveria ser um adulto. E então, passei a maior parte da minha infância acreditando que eu fosse realmente um adulto.
Se eu pudesse, eu voltava no tempo e alteraria essa auto-imagem de super inteligente, para um super inteligente popular! Ou seja, para que além de me sair bem nas atividades intelectuais, eu também me saísse bem no relacionamento com as pessoas.
Pois a verdade é que, se por um lado os livros sempre foram meus grandes amigos, por outro, eles foram os únicos! Hoje eu posso contar nos dedos todos os amigos que eu tive na minha infância dos quais eu ainda me lembro. E o que na época não parecia importante, hoje me faz falta.
Não me entenda errado, eu não me arrependo de cada livro que eu li, porque cada um deles faz parte da pessoa que eu sou hoje, e se alguns deles eu li duas vezes ou mais, é porque isso era necessário para que eu entendesse cada estória como eu entendi, e tudo isso faz parte do que eu sou hoje. Assim como cada um dos livros que eu ainda vou ler, vão estar dentro de mim, e farão parte da minha consciência.
Mas hoje eu sei que assim como os livros, as pessoas também podem fazer parte do que somos. Relacionamentos são 'coisas' complexas e geram situações que podem ser únicas. Pois cada relacionamento é único. Não existem dois amigos iguais, ou duas namoradas iguais. Assim como os galhos de uma árvore, que partem de um mesmo galho pai em comum e crescem para lados diferentes, formando estruturas diferentes e únicas, assim também cada relacionamento é único e ajuda a formar um complexo conjunto de experiências do qual nossa vida é formada. E esse é meu ponto. Eu gostaria de ter tido mais relacionamentos no início da minha vida, assim não teria de aprender a magia dos relacionamentos tanto tempo depois da infância.
Uma boa prática, é destinar um pouco do seu tempo para mentalizar seus objetivos. Se concentre e 'decida' o que você quer ser. Não precisa ser muito tempo, alguns minutos de mentalização por dia bastam para te ajudar a implantar uma nova vontade no seu subconsciente. E os resultados são excelentes.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Aniversário de 5 anos do Vinicius

Esse ano, decidi que não seria boa idéia ainda fazer uma festa de aniversário. As coisas estão indo tão bem, mas talvez seja cedo ainda pra colocar todo mundo junto numa festa, e fazer duas festas não faz muito sentido.
Então, achei que sair pra comemorar o aniversário do Vini num jantar, seria bem legal, como já fizemos antes, pra comemorar seus 3 anos.
Na noite do aniversário, fomos ao shopping, só o pessoal aqui de casa mesmo. Jantamos (Vini comeu muito salmão), brincamos no play, e depois compramos alguns presentes pra ele.
Eu comprei um brinquedo, mas o que ele quer mesmo é uma luneta, que não pude comprar na hora, porque a loja já estava fechada, mas que volto lá essa semana ainda pra comprar uma.
Combinei com a mãe dele que vamos sair com ela ainda essa semana pra comemorar com ela também, num restaurante ou no Habib´s, que ele sempre gostou.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Esse ano promete ser muito produtivo intelectualmente pra mim. Desde o início do ano, já li 'O Caçador de Pipas', 'O Hobit' e 'Fortaleza Digital', e ainda estamos em janeiro.
Minha cabeça anda a mil. Estou produzindo como a muito tempo não conseguia, e o sistema está ficando cada vez melhor.
Todo adulto deveria saber que AS PESSOAS NUNCA MUDAM!

domingo, 2 de janeiro de 2011

Feliz 2011

2010 foi um ano muito bom em todos os sentidos aqui para mim.
Vinicius, meu filho, passou a maior parte do tempo comigo e tudo indica que as coisas devem se manter assim por muito tempo ainda.
A mãe dele, minha ex-esposa, está se comportando muito melhor agora, e nunca mais tivemos problemas.
Consegui me manter, e manter meu estilo de vida dependendo exclusivamente da minha empresa, e isso significa muito pra mim.
No lado pessoal, agora no final do ano, voltei a sair, conhecer pessoas interessantes e estou passando por uma fase muito gostosa da minha vida nesse sentido.

Espero que as coisas continuem assim! E que em 2011 as realizações sejam ainda maiores!

Mesago.me

Eu estava pensando nessa necessidade que temos de nos comunicar, e em como isso se tornou mais simples com a tecnologia. Contudo, apesar da...