Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2008

Nosso apartamento

Ontem, domingo, dia 29 de junho de 2008, a Márcia e eu saimos para buscar as crianças nas casas de nossos pais, mas no caminho resolvemos parar para ver uns apartamentos para comprar.
Resumindo, depois de muito pensar e conversar acabamos dando início à compra de um apartamento de 3 dormitórios em um condomínio de classe média alta na Vila Rosália (na rua da tia Dorinha). As obras ainda não foram iniciadas e a entrega está prevista para dezembro de 2010.
O valor total é de R$ 184.000,00.
Espero que dê tudo certo, e eu não vejo a hora de pegar as chaves...

Festa junina

No último sábado, dia 28 de junho de 2008, fomos a casa dos meus pais para a tradicional fogueira de junho.
Ultimamente esta tem sido uma das únicas datas capaz de reunir a família, ainda que poucos tenham comparecido.
A reunião foi bem legal. Além dos meus pais, minhas irmãs, cunhados e minha sobrinha Heloísa, a tia Regina com o tio Paulo, a tia Roseli com o tio Nivaldo, a Gabriela e o Gabriel , a tia Dorinha, a Vanessa mais a Sabrina, a Luciana com o Alex mais o Léo e a Larissa, e além disso o Felipe também estava lá.
Foi feita uma fogueira e tinha muita coisa pra comer.
Tinham muitas crianças e todos se divertiram muito. E o melhor de tudo é que a Márcia está mesmo mantendo sua decisão de não beber mais. Pra não dizer que não bebeu nada, foi apenas dois dedos de vinho quente, ou seja, dose de criança...
Fomos embora por volta da meia-noite, e as crianças todas ficaram lá. O Vinicius durmiu na casa dos meus pais e os Gabriel e Guilherme na casa da Dona Valdira.
Demos uma carona pra tia Do…

Mais um dia

O dia hoje começou como um forte candidato a um dos piores dias da minha vida.

Pra começar eu acordei com um pesadelo. Sonhei que um míssil russo havia sido lançado bem no quarto das crianças. A Márcia e eu ìamos desensperados para salvá-los e conseguimos.

Quando o celular despertou, eu não consegui fazer o mesmo e peguei no sono novamente, mas por sorte o Vinicius veio me acordar ainda a tempo de sair de casa sem atraso.

Estava tudo muito bem na estrada, a caminho do trabalho, até que eu peguei um desvio errado na maginal Tietê e me perdi pelos confins de São Paulo, resumindo, cheguei no trabalho com mais de duas horas de atraso. Poucas vezes na minha vida eu fiquei tão nervoso e falei tantos palavrões quanto hoje.

Pra completar eu esqueci meu crachá, logo quando as regras da empresa mudaram, e eu levei mais de 40 minutos só para conseguir pegar um novo crachá para poder almoçar.

Pelo menos durante a tarde tudo correu bem. No trabalho em si as coisas foram sossegadas.

Ainda não saí do escr…

Ambição

No sábado, resolvemos sair para dar uma volta, pela região mesmo, pelo Lago dos Patos e tal.
Nós fomos, mas só pra dar uma volta mesmo, pois, como estava previsto há dois meses, esse mês estou completamente sem dinheiro.
Bom, no caminho, vimos algumas placas sobre uma condomínio, cujas obras ainda não iniciaram, mas que será construído no Lago doa Patos.
Como não tínhamos nada melhor pra fazer resolvemos parar e dar uma olhada.

Nossa, a Márcia e eu ficamos simplesmente impressionados. Serão apartamentos de altíssimo nível, em uma das melhores regiões de Guarulhos, ou seja, nosso sonho (novo sonho).

Fomos muito bem atendidos e recebidos. Comemos uns salgadinhos e doces e isso fez o passeio valer a pena.

Depois disso ficamos pensando nos apartamentos e isso reativou nossa grande ambição.
Ultimamente eu estava até meio acomodado. Afinal, eu tenho um emprego muito bom, um salário muito bom, e isso pode ser o bastante pra maioria das pessoas.
Sei lá, mas eu acho que eu quero mesmo é ser rico. Não …

Mais uma conquista

Não pude escrever no dia, pois a internet no trabalho é bloqueada e em casa estamos sem internet (esse mês eu não paguei), mas isso é muito importante.
Na segunda-feira passada (16/06/2008), nós pegamos as chaves do nosso primeiro carro. Um Ford Ka vermelho, ano 200, que está novinho.
Estamos muito felizes com mais essa conquista.
Ainda nem pudemos sair pra passear de verdade com o carro, por falta de dinheiro, mas já demos várias voltas com ele, e desde quando pegamos a chave e tenho ido trabalhar todos os dias, exceto no s rodízios (quarta-feira) com ele, e isso tem me poupado várias horas.

Fase boa

Depois de alguns dias de desespero, os últimos dias foram maravilhosos, talvez até uns dos melhores dias de minha vida.
O trabalho está indo bem, mas em casa, está maravilhoso.
Nossa casa está ficando cada vez mais confortável e aconchegante.
A Márcia está se tornando uma mulher melhor, uma esposa melhor e até uma mãe melhor.

É tão gostoso chegar na minha casa quando está tudo bem. Me sinto tão bem, como sempre sonhei. Só espero que isso dure pra sempre.