quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Brinquedinho novo


Novo brinquedinho que comprei do meu cunhado na semana passada. Um Pálio 1.8 R. Tô curtindo demais. Super lindo e anda muito!

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

A Luz da Verdade

Então, nesse final-de-semana, finalmente eu tive a oportunidade de me apresentar oficialmente à família dela. Por exigência deles, eu fui acompanhado do meu pai.
Chegando lá, encontrei um clima tenso. Algum ódio direcionado contra mim, mas aos poucos esse ódio foi se enfraquecendo, até que toda hostilidade desapareceu.
Conversamos muito, sobre tudo que estava incomodando tanto à eles quanto à mim. Não fugi da verdade, não omiti a verdade, e a verdade foi a luz que iluminou e dissipou todas as mentiras e mal-entendidos.
Calculo que tenhamos conversado por uns 40 minutos, até que o clima estava brando e meu pai sugeriu que chamassem ela para se juntar à nós. Estávamos na sala, e a mãe dela disse que ela esta na cozinha, no escuro, bem ao nosso lado.
Meu coração que já estava acelerado, disparou de forma que me fez perder o controle. Então eu perguntei para os pais dela se eu podia ir chamar ela. Eles não disseram nem que sim e nem que não. Eu insisti uma, duas, três, quatro vezes, e como não ouvi um "não", eu me levantei e fui para a cozinha.
Ela estava lá, sentada, à meia luz, segurando uma lata de Coca-cola. Eu me aproximei, me certifiquei de que ninguém veio atrás de mim até a cozinha, e me entreguei à necessidade insuportável que eu estava sentindo de abraçar e beijar sua boca.
Me ajoelhei na sua frente, segurei suas mãos e passei no meu rosto. Foi um momento mágico pra mim. Me perdi no tempo, e por alguns minutos fiquei totalmente alheio à conversa que ainda estava acontecendo na sala ao lado. Então voltei.
Para resumir, acredito que tenhamos esclarecido todos os pontos, e acho que deixei bem claro minhas intenções e meus sentimentos por ela. Agora é uma questão de tempo até a poeira baixar e nós podermos ficar juntos numa boa.

O amor vence todas as coisas. Apesar de todas as mentiras e maldades que lançaram contra nossa felicidade, em momento algum eu disse uma palavra sequer que contivesse ódio, vingança ou qualquer sentimento negativo. E agora as coisas estão correndo muito bem.

Quem me conhece sabe que eu amo de verdade essa garota, e tudo o que eu quero é ser feliz fazendo dela a cada dia a garota mais feliz do mundo.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Carnaval

Conforme o planejado, passei o feriado de carnaval em casa, lendo.
Vinicius esteve comendo pouco, mas isso não fez com que sua energia diminuísse, e ele passou a maior parte do tempo na piscina, mesmo quando sozinho. Já que eu, não estava com pique para nada além de ficar sozinho lendo num canto, ou trocando SMS com ela.
Durante todo o feriado eu não a vi. Sua família, em mais uma tentativa de fazer ela me esquecer, foi passar o feriado em um sítio no interior. O que não me agradou nem um pouco. Ficar tanto tempo longe dela está me machucando demais, e me fazendo sentir coisas que eu não deveria sentir, como saudades e ciúmes, insegurança.
Nosso amor tem sido duramente testado e colocado à prova, mas, mesmo depois de termos completado 3 meses desse amor, as coisas só têm ficado mais fortes. Cada dúvida que se levanta fortalece mais minha certeza, e eu sinto que o mesmo acontece com ela.
Eu nunca cheguei a pensar em desistir, não tenho forças para isso. Mas sei que ela teve todas as chances de desistir, e não o fez. Pelo contrário, tem enfrentado a todos, até mesmo sua família, pelo que ela sente, pelo que ela acredita. E assim como eu, ela acredita que nosso amor é a coisa certa para nós dois.
Pode ser que, no geral, surdos devam se relacionar com surdos, mas no nosso caso, isso não nos afeta nem um pouco. Eu a amo exatamente como ela é, e não mudaria nada nela. E aprender sua linguagem não chegou a ser um desafio.
Pode ser que, para a maioria das pessoas, 13 anos de diferença, pode ser um abismo grande demais para que um relacionamento funcione, mas no nosso caso, isso não significa nada. Pois eu posso ser ainda mais adolescente do que ela, e muitas vezes ela se mostra mais madura do que eu.
Nosso caso não é a regra, não é comum, mas é mágico, e é perfeitamente certo para nós dois.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Julgado

Uma das coisas que mais me entristecem é a ignorância.
Quem me conhece sabe o tipo de pessoa que eu sou, e a autenticidade dos meus sentimentos.
Estou completamente apaixonado pela Ângela, e quero com todas as minhas forças viver essa história de amor ao lado dela.
Eu preciso dela, e ela precisa de mim. Mas a ignorância tem impedido as pessoas que enxergarem o que realmente está acontecendo, ou seja, duas pessoas que estão verdadeiramente apaixonadas e lutando para ficarem juntas.
A família dela, sem se dar ao trabalho em pesquisar sobre quem eu sou de verdade, preferiu dar ouvidos à algumas fontes falsas e maliciosas e esteve pensando o pior de mim, sem tentar me ouvir ou ouvir à ela. O que tem nos causado um sofrimento desnecessário e uma tristeza agoniante.
Porém, ontem as coisas se complicaram mais um pouco, e eu não pude mais me conter e liguei para a família dela.
Mais uma vez encontrei muito ódio contra mim, ainda por motivos irreais. Deixei que desabafassem e quando as coisas se acalmaram consegui convencê-los a me receber em sua casa nesse final-de-semana.
Pode ser o desfecho dessa história de amor, para o bem ou para o mal.
Mas a verdade é que não existe um motivo que possa me convencer a desistir de lutar pelo que eu acredito ser o amor da minha vida.

Mais metas para o futuro

Estou num momento muito bom e confortável da minha carreira. Depois de décadas trabalhando com desenvolvimento de softwares posso dizer que...