segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Período de Reformas

Estou passando por um período de reformas.
Primeiro, mudei radicalmente a minha postura em relação as coisas, principalmente depois do último desentendimento por causa do meu filho. Desde então nunca mais permiti que ele fosse exposto à qualquer situação que pudesse fazer mal a ele psicologicamente, e isso está sendo muito bom, e percebo que ele sentiu bem a diferença.
Apesar de ser uma criança cheia de energia, que não pára um segundo o dia inteiro, ele está bem mais tranquilo agora, menos agitado, e mais concentrado, e isso é reflexo dos terrenos de paz que conquistamos.

Além disso, depois de algum tempo parado, coloquei o Civic de volta à ativa.
Custou carro, mas valeu a pena ter investido pesado no meu brinquedinho preferido. Depois de uma geral no motor, e nos pneus, ele tá bonzão agora, e já está me acompanhando para todos os lugares novamente!

E finalmente, depois de quase 15 anos, estou reformando o quarto principal da chácara, aquele que foi o primeiro quarto a ser construído aqui, e que já foi usado para tantas coisas, para ser o meu quarto.
Coloquei forro de madeira no teto, massa corrida nas paredes que estamos pintando de azul sereno, maçaneta nova, reforma na janela e ainda vou colocar carpete, para que Vini possa brincar descalço numa boa como ele gosta. E está ficando show de bola!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Desentendimento entre amigos

Resolvi sair para dar uma volta com Vinicius aqui na avenida esse início de tarde. Estava disposto a comprar alguma coisa pra ele, algum brinquedo para que ele se distraísse um pouco aqui, já que estamos só nós dois e eu preciso de um tempo pra trabalhar.
Fomos numa loja de importados aqui da avenida, onde tem um monte de brinquedinhos legais, e eu falei pro Vinicius escolher o que ele quisesse. Tem muitos brinquedos do Ben 10, Bakugan, vários brinquedinhos bonitos que sempre chamaram a atenção dele quando passamos na frente da loja. Mas dessa vez, só porque eu falei pra ele escolher o que queria levar, ele foi encontrar um carrinho de controle remoto no alto da prateleira. O brinquedo mais caro e delicado da loja.
Fiquei muito irritado, pedi para ele escolher outro, mas aí ele se fixou no carrinho e não teve jeito.
Eu ainda fiz o possível para que ele mudasse de idéia, mas então, além da vendedora que estava nos atendendo, vieram os dois donos da loja para 'ajudar' Vinicius a não desistir do carrinho. Ficaram todos brincando com os carrinhos de controle remoto pra deixar ele com ainda mais vontade.
Resumindo, compramos o carrinho e eu voltei pra casa com uma frustração muito grande e um enorme arrependimento por ter dado essa oportunidade pra ele. Tenho certeza de que se eu tivesse comprado um dos outros brinquedos e dado pra ele de presente ele iria adorar!

Se bem que, chegando em casa, mais calmo, eu vi que o carrinho realmente é bem legal, mas ainda assim eu tenho certeza de que logo ele enjoa e ou quebra ou larga de mão..

Mas não importa, ele continua sendo meu melhor amigo, e eu fazendo de tudo para ser o melhor pai do mundo pra ele.


Mesago.me

Eu estava pensando nessa necessidade que temos de nos comunicar, e em como isso se tornou mais simples com a tecnologia. Contudo, apesar da...