Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

Zoológico com a família

Imagem
Aproveitando minhas férias, no sábado retrasado (19/07/2014), peguei o pessoal e fomos passear no Zoológico de São Paulo. Da última vez que havia estado lá, Vini ainda era bem pequeno e eu nem sonhava em conhecer a Ângela. Já fazia algum tempo que estávamos combinando esse passeio, então aproveitamos minhas férias, já que o tempo frio não nos animou pra ir pro litoral.
Foi um dia muito gostoso. O clima estava bastante agradável, nem frio nem quente. Levamos meus filhos e meus cunhados Andreza e Pedro. A viagem foi tranquila, guiado pelo GPS do celular. Já na chegada compramos binóculos de brinquedo para Vinicius e Pedro. Levamos um triciclo do Victor para ajudar nas longas caminhadas com ele que ainda é muito novo e se cansa muito rápido, e já é pesado para me deixar bem cansado carregando ele no colo.

O Iluminado

Imagem
Para organizar e ter algum controle dos livros que vou lendo, pois são tantos que já li que nem me lembro mais, estou criando essa série de postagens que tem o objetivo de me ajudar a saber como vai minha leitura.
Acabei de terminar de ler O Iluminado. O primeiro livro do Stephen King que eu li. Aliás, esse foi o motivo de eu tê-lo lido agora. Algumas semanas atrás ouvi um Nerdcast sobre o Stephen King e me senti envergonhado por nunca ter lido nada desse autor tão respeitado.
Optei por ler o mais popular dos seus livros e digo que gostei bastante da leitura.
Recomendo para todos que curtem o sobrenatural e que gostam de suspenses.
É a história de uma família, cujo pai, um professor universitário, tem sérios problemas psicológicos e é alcoólatra. Ele é casado com uma mulher simples e basicamente uma boa mãe, e eles tem um filho que é uma dessas pessoas especiais, que tem uma ligação inexplicável com o mundo dos espíritos.
Para dar um tempo com os problemas, a família se isola por alg…

O que realmente importa

Cada um tem o direito de fazer suas próprias escolhas pois terão de conviver com as consequências dessas escolhas.
O que realmente importa na minha vida é o que eu estou construindo e o que vai continuar aqui quando eu já não estiver.
Eu quero chegar ao fim da minha jornada, podendo olhar para trás e me sentir orgulhoso com os frutos do meu trabalho. Minhas memórias não significam nada para quem vai ficar, então, eu não sinto nenhuma vontade de viajar, conhecer lugares ou mesmo ter experiências que não forem trazer benefícios reais para minhas realizações.
Quero partir tranquilo, sabendo que fiz a minha parte na construção de uma sociedade melhor, mais desenvolvida. Que o trabalho que eu fiz tenha ajudado pessoas e vá continuar ajudando mesmo quando eu não estiver mais aqui.
Que pessoas possam tirar seu sustendo e realizar seus sonhos trabalhando em cima de ideias que eu tenha ajudado a realizar.
Que meus filhos tenham me gerado netos para seguir com minha "linhagem", e eu …

Minha infância sobrenatural

Embora para alguns meu modo de pensar e de ver o mundo pareça meio, infantil ou inclinado demais para o lado místico das coisas, eu gostaria de esclarecer alguns pontos da minha história que talvez ajudem os que pensam assim à meu respeito a entenderem um pouco melhor sobre meus motivos de eu ser como eu sou. Afinal, eu nunca tive realmente uma escolha, já que tudo começou cedo demais, quando eu tinha apenas 4 anos de idade.
Dessa parte da história eu me lembro muito pouco, afinal era jovem demais, tenho apenas alguns flashes guardados na memória. Quem me contou essa parte foi minha mãe, cheia de medos e receio, me contou apenas uma vez e parecendo estar escondendo ainda alguns trechos que não são muito claros.

Era uma tarde de céu limpo na cidade de Guarulhos, aos 4 anos eu tinha uma irmã que ainda era um bebê. Minha mãe estava dentro de casa com ela, enquanto eu brincava sozinho no quintal. Então, olhando pro céu, eu disse ter visto "o céu se abrindo" e uma voz me disse u…

Nos tempos do Valor

Apesar de estar vivendo essa que é certamente uma das melhores fases da minha vida até agora, uma fase que eu ainda me trás saudades constantemente é o período entre o final de 2011 e final de 2012.
Foi uma fase muito importante e transformadora que me permitiu estar vivendo o que tenho hoje.

O período entre o conturbado ano de 2008 até meados de 2011, foi uma fase longa e conturbada em vários sentidos.
Eu precisei de muito esforço para me desvincular de antigos laços que não estavam me trazendo benefícios e me arrastavam para baixo, e ainda mais esforço para manter meu filho comigo enquanto começava uma vida nova.
Foram anos levando uma vida de pai solteiro, sem me envolver demais com ninguém para poder dedicar minhas atenções ao meu filho e à minha carreira, que estava passando por um momento de incertezas.

Enfim. Foi no meio dessas incertezas e da tranquilidade da minha vida de pai solteiro que conta com a ajuda dos pais que, de repente, tudo começou a mudar.
Não vou citar aqui qu…