Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Morte Dupla

Para que possamos ser realmente céticos, precisamos ignorar alguns casos que presenciamos, ou então eles colocarão em cheque nosso ceticismo.
Não sou religioso e não acredito em nada que não possa ser comprovado, mas a história que vou narrar permanece latente em minha mente, aguardando uma explicação plausível.

Meu primo não estava bem de saúde. Anos e anos de alcoolismo e uso contínuo de drogas estavam cobrando seu preço.
Aparentava ao menos 20 anos mais do que realmente tinha. Seu rosto e seu corpo estavam deformados pelas inflamações que ocorriam constantemente. Mas isso não o impedia de seguir alimentando seus vícios.
Acontece que ele vivia em uma chácara, com muito espaço. Gostava de animais, e dedicava parte do seu tempo todos os dias para cuidar deles.
Então, certo dia, uma cadela apareceu em seu portão. Estava muito fraca e suja, compadecido, meu primo deu abrigo a ela.
Deu banho, alimentou e em poucos meses ela estava sadia e forte. Não se parecia em nada com a cadela de ru…

Uma vida por uma vida

Era mais uma tarde comum na rotina de Fernando. Depois de um dia tranquilo de trabalho, estava no mercado, à pedido da esposa, comprando alguns itens que faltavam em sua casa. Fraldas, leite em pó. Essas coisas acabam muito depressa. Fernando não se lembra de ter gastado tanto com seu primeiro filho, mas a sua nova bebê estava consumindo demais. Claro que ele não se importava. Tinha orgulho de seus filhos e da família que estava construindo.
Descia as escadas rolantes do mercado, tranquilamente, quando percebeu a aproximação de três homens armados e uniformizados que passaram apressados por ele. Percebeu que o homem do meio estava carregando uma mala, e os outros dois tinham pistolas em punho. Como estava em um bairro relativamente calmo de uma grande cidade, Fernando estranhou o fato de eles estarem tão tensos. Havia medo em seus olhos, o que o deixou atento. Conhecendo a natureza humana como ele conhecia, sabia do grande perigo que era estar próximo à um homem armado e assustado.

Uma segunda chance

Sandra é uma mulher jovem, e apesar de não gostar muito do que vê no espelho, muitos homens a consideram muito bonita.

Ela sabe que está acima do peso, mas não acha justo abrir mão do prazer que os chocolates lhe proporcionam, afinal, eles têm sido sua companhia mais leal.

Ela não compreende os motivos, mas convive com a ideia de que não tem sorte com relacionamentos. Isso porquê os seus relacionamentos, que não foram muitos, foram muito traumáticos.

A primeira vez que ela se apaixonou, ainda muito jovem. Foi pelo garoto mais popular da escola, que não deu a mínima para ela e ainda riu e espalhou para toda a escola quando ela lhe enviou um bilhete apaixonado. Aquilo à magoou demais e durante o resto do ano ela não voltou a se sentir bem na escola.

Depois disso, quando finalmente teve coragem de se abrir para um relacionamento, e se sentia feliz e realizada por ter um garoto que era tão apaixonado por ela quanto ela era por ele, sofreu ainda mais por saber que seu namorado havia passa…