segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Um dia em família

Esse mês tá sendo financeiramente o mais fraco pra mim ever desde que comecei com minha empresa. Aliás, faz um ano já que estou vivendo financeiramente somente da minha empresa e graças a Deus está indo tudo muito bem. Na verdade poderia estar ainda muito melhor se eu tivesse empolgado mesmo pra trabalhar, mas na verdade eu estou simplesmente acompanhando a correnteza até agora. Porque quando eu começar a dar minha braçadas, aí a coisa vai ficar boa.
Na vida pessoal, as coisas vão indo bem. Tô finalmente tendo paz em casa, com meu filho. minha família está toda indo muito bem.
Hoje eu dei um bom banho quadruplo no Apolus que estava infestado de pulgas. Estranho, ele nunca teve pulgas, mas dessa vez compensou pela vida inteira.
Essa noite meus pais, a Jú, o Nal, a Helô, o Vi e eu fomos jantar fora num restaurante de comida japonesa. Foi a primeira vez dos meus pais. Foi bem legal, e eu tô arrotando salmão crú até agora de tanto sashimi que eu comi.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Meu bebê Cristal


Sempre confiei e acreditei cegamente nas escolhas do Vinicius. Ele é uma criança especial, uma pessoa especial. Ele nasceu com a aura de cristal e sabe da verdade das coisas. Por isso eu nunca tive nenhum tipo de preocupação com o que se passa pela sua cabeça.
Independente do que aconteça, ele tem uma personalidade extremamente forte e eu sei que nada vai fazer ele mudar quem ele é.
Acontece que nos últimos dias ele tem se afastado de mim. Preferindo estar com a mãe dele à estar comigo e com minha família.
Fazem dois dias que ele não vai pra escola e não dorme em casa.
Eu sei que o importante é que ele está feliz lá com a mãe dele, apesar de saber que seus irmãos não são boas companias, o importante é ele estar bem e feliz, seguro e protegido.
A ligação que temos é muito forte, e se algum perigo se aproximar eu saberei a tempo de estar lá.
Mas de qualquer modo é difícil aceitar que ele não está aqui, em casa, no nosso quarto, assistindo tv comigo.
Eu sei que nem sempre sou o melhor pai do mundo, e que nem participo de todas as suas brincadeiras. Mas eu amo meu filho incondicionalmente e sempre vou estar perto dele, mesmo que esteja distante.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Mais um dia no mínimo especial

Hoje também foi um dia no mínimo interessante. Levantei por volta das 9:00 com meu sócio me ligando. Vinicius já tinha levantado e já tava fazendo suas bagunças. Tomei um banho e fui direto pro escritório. Dia muito quente, realmente muito quente. Trabalhei no meu sistema até às 15:00 quando finalizamos e saímos para colocar no correio. Nisso pegamos o almoço no Habib´s da Praça 8. Discutimos um pouco, porque ele me acha calmo demais, mas no fundo ele sabe que se eu não me preocupo é porque eu sou o melhor do que eu faço. Saí do escritório suando às 18:00. Pra pegar as crianças na escola caso a Ju não conseguisse chegar a tempo, pois ela foi com meu pai no centro de São Paulo. Mas eu liguei pra ela do caminho e ela conseguiu pegá-los. Fui pra casa onde nos encontramos. 10 minutos depois que eu cheguei a mãe do Vi veio ver ele e ficou aqui cerca de meia hora, mas no final acabou convencendo o menino a ir com ela. Meu pai foi buscar minha mãe em Bragança e eu fui levar a Ju com a Heloísa em casa. E de lá dei uma voltas pela cidade e fui pro Extra do centro comprar algumas coisas. A fila estava enorme de verdade, mas o interessante é que eu reconheci a Renata Bardoni, minha amiga virtual, saindo do banheiro e liguei pra ela na hora. Falei com ela e nós nos vimos e foi muito legal, realmente. Porém, no olho a olho eu percebi que não combinamos, como eu já imaginava. Ela é muito linda, de verdade, mas acho que biologicamente somos incompatíveis. Fiquei cerca de uma hora na fila e de lá eu vim direto pra casa. Meus pais tinham acabado de chegar, e a Márcia me chamou assim que eu cheguei. Eu fui lá dar um beijo no Vi que já tava dormindo e conversamos um pouco. Entrei na net e reencontrei minha primeira namorada virtual, de 10 anos atrás. Foi emocionante! E seria ainda mais se ela não estivesse casada.

sábado, 14 de novembro de 2009

Sexta-feira jogando em casa

Essa noite, como na maioria das sextas-feiras, a minha irmã, meu cunhado e minha sobrinha vieram passar a noite em casa pra gente ficar jogando Age of Empires II em rede.
É bem legal, bem programa de nerd ficar jogando na frente do computador a noite inteira.
Nós passamos no mercado quando fomos buscar o meu cunhado no metrô e as crianças já chegaram em casa dormindo e não acordaram a noite inteira.
Aliás, o Vinicius resmungou um pouco durante a noite. Ele deve ter comido algo que não caiu bem e reclamou um pouco de dor-de-barriga no começo da noite e durante a madrugada.
Acordou um pouco melhor mas por volta do meio-dia a dor-de-barriga piorou e ele dormiu, suou bastante e foi no banheiro algumas vezes.
Ele é muito forte e dificilmente fica doente, e isso deve passar logo!

Tenho muito trabalho a fazer ainda esse final-de-semana e talvez nem tire nenhum dia de descanso até entregar os projetos pendentes.
Tenho trabalhado demais ultimamente, minha cabeça está chegando perto do seu limite eu acho, porque eu já acordo cansado, e no final-do-dia estou tão estressado que nem consigo relaxar.

Apesar de tudo a vida está maravilhosa e tudo vai indo muito bem para todos aqui da família.


Essa semana eu postei, finalmente, um novo tópico no 'Aprenda a fazer' . É sobre 'Como se dar bem na balada.'

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Momentos

Refletindo sobre os sentidos da vida, descobri que na verdade o que mais importa, e o que de melhor podemos fazer, é aproveitar a cada momento como se ele fosse mágico, único e especial, porque se pararmos para pensar, cada momento realmente é!
Acredite em mim! Não fomos feitos para entender toda a obra de Deus! Não temos essa capacidade. Por isso o melhor que podemos fazer é fazer o melhor que pudermos com cada momento que nos é oferecido.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Final-de-semana prolongado

Esse final-de-semana prolongado não foi exatamente como estava planejando. Não fui nas baladas como pretendia e nem conheci ninguém interessante. Mas passei bastante tempo com a família e com meu filho.
Na sexta-feira eu ainda tentei, passei a noite fora, fui no Gothan Bar (onde a predominância sonora do samba não me deixou ficar muito tempo) e depois fui em uma boate onde fiquei quase até o dia amanhecer, e essa foi toda minha balada!
No sábado e domingo fiquei mais tempo em casa de bobeira, curtindo um tempo com a família. Minha irmã mais nova veio passar o final-de-semana aqui e o Vinicius passou a maior parte do tempo em casa também, pois aparentemente a mãe dele começou a sair para se divertir (bom pra ela!)
No domingo a Elaine me convenceu a ir visitar alguns parentes com o Vinicius, mas com excessão da tia Dolores, as visitas foram mais deprimentes do que interessantes. Só não deu pra distinguir quem ficou mais desconfortável se o Vinicius ou eu!
Mas a noite foi bem legal. Arnaldo e eu fomos buscar a Camila com suas gêmeas e fomos todos (Juliana, Arnaldo, Heloísa, Elaine, Fabiano, Camila, Laura, Eduarda, Paulinha, Mariana, Santiago, Vinicius e eu) no Mimi pra jantar, e voltando de lá ficamos jogando (tentando) Monopólio até de madrugada! Foi bem legal passar a noite com os amigos das antigas.
Na segunda, como tava muito calor, eu resolvi encher a piscina e o Vinicius se divertiu brincando no sol.
Então, apesar de não ter sido exatamente como eu estava planejando, o final-de-semana acabou sendo muito legal e divertido.

Só não entendo porque ainda me sinto tão cansado!

Mesago.me

Eu estava pensando nessa necessidade que temos de nos comunicar, e em como isso se tornou mais simples com a tecnologia. Contudo, apesar da...