Meu filho

A falta que sinto do meu casamento é difícil de aguentar, mas a imensa saudade que sinto dos tempos em que eu vivia junto do meu filho está insuportável.

Mesmo trabalhando fora, de empregado, nos tempos em que eu saía de casa antes do Sol nascer e só chegava bem tarde da noite, mesmo naqueles tempos, pelo menos eu sabia que durante toda a noite você estava bem perto de mim, ao alcance do meu braço. Sabia que se você acordasse assustado eu estaria ao seu lado em poucos segundos, e se você acordasse com fome no meio da madrugada eu poderia te preparar uma mamadeira.

Passavamos bastante tempo juntos, assistindo TV, conversando, brincando. E agora estamos separados...

Só Deus sabe o que me fez tomar essa decisão, e só ele sabe o quanto me custou e custa fazer isso. Tudo que eu tive de abrir mão para poder viver em paz, e não brigar mais na frente do meu filho.

Aliás, o momento decisivo foi definido por ele, meu bebê, agarrando minhas pernas chorando, me pedindo para não brigar mais com a mãmãe, dizendo que ela era bonita... Aquilo me partiu o coração de vez, e me fez prometer, pra ele e pra mim mesmo que isso nunca mais iria acontecer.

Te amo meu filho. Tudo o que eu faço é por você!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Lobo rosnando - Desenho à lápis

Direita ou esquerda?